Cachorro Raiz x Cachorro Nutella

Cachorro Raiz x Cachorro Nutella

É fato que não se faz mais cachorros como antigamente. Antes, os nossos melhores amigos dormiam no quintal, comiam restos da comida que sobrava e colocavam a bandidagem para correr. Agora, eles dormem na cama do dono, comem ração balanceada e se tornam amigos de qualquer um que lhes dê um pouco de atenção.

Antes os cachorros tinham pulgas e carrapatos, e precisavam “tocar viola” para retirar tais parasitas da pelagem. Agora, eles recebem doses periódicas de FrontLine e são levados para o PetShop regularmente, que é tipo um Spa, só que para cães.

Nossos antepassados davam banho nos cachorros com esguicho e detergente. Isso se os patudos não entrassem em algum rio qualquer por conta própria. Agora eles voltam dos já citados Petshops cheirando talco e com um brilhante de plástico colado em cada orelha. As vezes até uns lacinhos ou gravatinhas são pendurados em seus pescoços!

Tempos atrás os cachorros gastavam suas energias correndo atrás de gatos, motos e carteiros. Agora precisamos sair com eles para passear no parque, sob pena de os deixarmos estressados.

Provavelmente o tatatatatatatataravô de seu cão era um cosplay de Genghis Khan e povoou o bairro todo com seus descendentes, mas o seu cãozinho não, pois ele foi castrado ainda com meses para “parar de mijar por tudo e deixar de roer os móveis”.

Por falar em “mijar por tudo”, antes os cachorros demarcavam seus territórios mijando em todos os locais possíveis e inimagináveis – em especial nos portões e rodas de carros e motos. Agora eles só “fazem xixizinho” naquelas cestinhas sanitárias.

Nas Grandes Guerras Mundiais, os cães ajudavam a desenterrar bombas, farejavam o inimigo e até salvavam os seus donos das mais diversas enrascadas. Agora eles – no máximo – correm atrás de umas bolinhas coloridas que fazem barulhos irritantemente repetitivos.

*******************************************

Observação: Essa coluna está repleta de ironias e de comparações esdrúxulas, mas a situação geral é essa aí mesmo!

Previous Podcast 23
Next Liberdade é algo que ninguém consegue explicar o que é... Mas, todos sentem quando a perde.