Maú

Um cartão de Natal

Estava eu lendo jornal na sala da casa de minha mãe num domingo de manhã e uma coisa me chamou a atenção em cima da estante ao lado dos enfeites

Maú

2014 – Passando a régua II

Fim de ano, clima natalino, 13º salário comprometido, perus fugindo do “jingle bells”, panetone no café da manhã, algumas sidras Cereser na geladeira e começo a reparar mais constantemente a

Maú

Lá se foi mais uma Fampop pra mim!

E lá se foi mais uma Fampop, minha 26ª religiosamente desde os idos de 1989 quando toquei pela primeira vez numa eliminatória avareense com uma banda recém formada de garotos

Maú

Acabou! Vamos brindar as (in)amizades humanas!

Esses dias me senti 100 vezes mais bombardeado do que às vésperas do segundo turno de 1989, a boataria correu solta muito pelo efeito “redes sociais.”  Não me lembro de

Maú

Amizade, mentiras e um disco voador

Ronaldo e Ederaldo eram amigos desde muito pequenos e cresceram unidos até o final da efervescente adolescência.  Costumavam fazer praticamente tudo juntos, desde ir à escola ou cabular aulas para