Mistério: O Cidadão de Taured

Mistério: O Cidadão de Taured

No ano de 1954, mais precisamente em julho, as autoridades aeroportuárias do Japão barraram a entrada de um Homem na cidade de Tóquio. É que tal Homem vinha da Europa, com um passaporte originado de um País chamado Taured. Ocorre que tal Nação não existe.

Durante um interrogatório, o Homem afirmou que Taured ficava na Europa, mas quando lhe ofereceram um mapa mundi para que ele apontasse onde estava sua Nação, ele pareceu chocado ao não encontra-lo. Foi quando afirmou que seu País deveria estar mais ou menos onde se localiza Andorra, entre França e Espanha, mas que era muito maior. Ele também afirmou que seu País tinha mais de mil anos, e por isso deveria estar no mapa que lhe fora ofertado.

Quando ele disse que aquela era sua terceira viagem para o Império do Japão naquele ano, e que frequentemente voltava ao País a negócios, os funcionários alfandegários pesquisaram mas não conseguiram apontar a existência de quaisquer registros de seus ingressos, permanências e saídas do Território Japonês. Eles também apontaram que desconheciam a existência de uma Nação chamada Taured. O problema era que o passaporte do Homem misterioso confirmava toda a história, além de ele ser fluente na língua japonesa. Outro ponto controverso dessa celeuma toda, é que o hotel que o Homem alegou ter reservas, desconhecia tal fato e que a empresa para qual ele alegava trabalhar, não existia.

Considerando tudo isso, a Autoridade Alfandegária optou por reter o Homem em uma sala restrita do próprio aeroporto, oportunidade em que recebeu jantar e, após, dormiu. Esse era o tempo necessário para que os Japoneses investigassem de onde o Homem tinha vindo.

Mas, quando voltaram na manhã seguinte, o Homem já não estava mais lá. As autoridades apontaram a possibilidade de que ele tivesse fugido por uma pequena janela, que se encontrava no alto da sala usada como cela. O detalhe é que a tal sala se localizava no oitavo andar…

Muito embora toda essa história seja muito estranha, ela foi confirmada por meio de registros elaborados pelo Governo Japonês. Os teóricos da conspiração gostam de dizer que o tal Homem, na verdade, era um viajante do tempo que teria vindo de uma Europa existente em um espaço-tempo diferente da que temos em nossa dimensão.

Mas, é claro que tudo isso não passa de pura invencionice lunática. A teoria mais aceita sobre o assunto dá conta de que tudo não passou de uma brincadeira bem elaborada, com documentos falsos e um excelente plano de fuga. Como o tal Homem fugiu, a verdade é que jamais saberemos exatamente o que aconteceu.

Previous Eduvale é considerada Instituição Socialmente Responsável pela 7a vez
Next Elésio é um macho raiz, mas…