O Google que tudo sabe!

O Google que tudo sabe!

Certamente você já ouviu a expressão: “Se não está no Google, é porque não existe”. Pois é meu caro, apesar de tal frase parecer exagerada, ela não é.

A nossa querida Gigante da Tecnologia fundada por Larry Page e Sergey Brin ainda quando frequentavam a famosa Universidade de Stanford, não só realiza buscas na internet. Hoje ela é capaz de traduzir textos, realizar complexos cálculos matemáticos e muito mais. Isso só na página de buscadores, sim, aquela famosa página branca com a barrinha de pesquisas.

Mas o Google consegue muito mais. Hoje, além de dominar o upload de vídeos com o YouTube e ser o provável responsável por guardar em seus servidores, uma quantidade absurdamente gigantesca de suas fotos – sim, até aquelas que você não publicou na rede mundial de computadores, ele sabe exatamente onde você está ou foi. Eles também sabem se você foi de avião, carro, bicicleta, navio ou etc. Impressionante. Todas essas informações estão disponíveis numa página mantida pela própria Empresa, e você pode acessá-las clicando A Q U I, bastando para tanto, estar logado.

Uma coisa que talvez você ainda não saiba, é que o Google desenvolveu um aplicativo concorrente para cada função constante do Pacote Office, da Microsoft. Só que melhor e de graça.

Eu, particularmente, uso muito o “Google Docs”, serviço que concorre diretamente com o “Microsoft Word”. Para mim, o serviço é melhor porque não tem tantos penduricalhos, é grátis e – sobretudo – armazena meus escritos automaticamente na minha nuvem, o Google Drive. Aliás, estou escrevendo este artigo usando o próprio “Google Docs”, diga-se de passagem.

Ah, esqueci de dizer que o Google armazena tudo o que você pesquisa, ainda que seja apenas por meio da sua voz. Ou seja, há um banco de dados repleto de informações suas, nos servidores deles! Mas o que diabos eles pretendem com isso? Ganhar dinheiro, ué! Apenas para desvendar a ponta do iceberg, experimente fazer uma pesquisa sobre um produto na internet, que eu lhe garanto: Dali por diante, durante alguns dias, todas as propagandas que lhe forem apresentadas te mostrarão as melhores ofertas para que você possa adquirir aquele maravilhoso produto pesquisado de algum modo que cabe no seu orçamento!

A essa altura, talvez você esteja pensando sobre como não ficar tão vulnerável ao Google ou a todas as outras gigantes da tecnologia como a Apple, Facebook, Microsoft e etc…

Certamente existem diversas formas, mas todas elas envolvem a sua privação. Se você optar por esse caminho, não poderá fazer nada que te leve a estar online. Ou seja: Esqueça do seu celular, computador, tablet e até mesmo do seu videogame de última geração.

Vale te lembrar que o seu GPS, a sua geladeira inteligente e a sua máquina fotográfica (e etc…, etc… e etc…) também entregam seus dados aos poderosos da tecnologia. Então, para escapar desse verdadeiro Big Brother (não o da Globo, mas sim o do George Orwell), você teria que virar um ermitão.

Eu, por outro outro lado, como adoro estar online, preferi me unir ao sistema. Dói menos.

Previous O Encomendador
Next Universitários da Faculdade Eduvale participam de congresso da ABQM