Pensamentos aleatórios de um domingo à tarde

Pensamentos aleatórios de um domingo à tarde

“Aquele que não fuma… ou nunca conheceu grandes mágoas ou recusa a si próprio o mais doce consolo, comparável ao que provém dos céus”, ensinou Edward George Earle Lytton Bulwer-Lytton, que era um escritor e político inglês do século XIX.

Então estava eu aproveitando o sol vespertino enquanto apreciava um puro, como sempre acompanhado de minha fiel escudeira Neguinha, quando uma moto passou e ela começou a latir descontroladamente, apesar de ser uma cachorrinha extremamente pacífica.

Como sou um cara bastante curioso e o charuto propicia o exercício mental, comecei a pensar: Porque os cachorros não gostam de motos, lixeiros, carteiros, gatos e afins?

Fui pesquisar na internet e conforme pude apurar, os especialistas dizem que os cães perseguem veículos por acharem que se trata de um predador que invadiu seu território. E a razão para eles não gostarem dos gatos é a mesma. Os bichanos são presas que invadem o território dos cães e precisam ser expulsos.

Conforme a lógica, carteiros e lixeiros são invasores do território, que “mexem” nas coisas que estão dentro do domínio dos cãezinhos, no caso colocando cartas e encomendas ou tirando os lixos.

Apesar de serem inúmeros os casos sobre cães atacando lixeiros e carteiros, já existem relatos desses profissionais que tiram um tempo para fazer amizade com os patudos e minimizar a chance de problemas.

Talvez você ache essa coluna um tanto confusa, mas como disse acima, ela é proveniente de pensamentos nascidos enquanto eu fumava apenas um charuto apreciando o pôr do sol…

Previous A eleição mais importante não é a presidencial. É a dos deputados federais
Next Eduvale em Ação realiza mais de 350 atendimentos gratuitos